Câncer de mama em animais


O tumor de mama é o segundo tumor mais comum em cães, caracterizado pelo crescimento rápido, ulceração e/ou inflamação das mamas.

Em cães aproximadamente 46% destes tumores são malignos, enquanto em gatos aproximadamente 80 % são malignos, sendo que a incidência de tumores malignos aumenta 3 vezes mais quando é usado anticoncepcional (progestágeno sintético). É mais frequente também em fêmeas que apresentam “gravidez psicológica” por causa da retenção do leite. Quando malignos costumam formar metástase (se multiplicar) principalmente em pulmão e fígado.

Quando a fêmea é castrada antes do primeiro cio a incidência do tumor é reduzida 99,95%, quando castrada entre o primeiro e o segundo cio essa incidência é reduzida em 92%, e quando realizado após o segundo cio a incidência é igual aos dos não castrados.

O tratamento dos tumores de mama depende do tipo de câncer. Em sua maioria o tratamento é cirúrgico. O procedimento cirúrgico a ser utilizado depende do tipo, quantidade e localização, podendo variar desde a retirada apenas do nódulo (quando este é detectado precocemente) até a retirada de todas as mamas. Existem também diversos tipos de anestesia e a escolha correta diminui o risco significativamente. Para isso leve seu animalzinho frequentemente para avaliação de um veterinário.

 

Dra. Ellen S. Marinho

Médica Veterinária

CRMV-SP 23.778